Receber PDF via e-mail Download PDF
Enviar email

Myanmar

08 Dias / 07 Noites

Terrestre

Inicio: Yangon

Visitando: Yangon, Bagan, Mandalay e Lago Inle

Saídas: Terças-feiras

Mínimo de 02 passageiros.

Dia 1: Yangon

Chegada ao aeroporto de Yangon. Recepção, assistência na chegada e traslado ao hotel. Acomodação à partir das 14h. Assista ao pôr do sol no Shewdagon Pagoda, mundialmente famoso, é o "coração" do budismo birmanês. Acredita-se que tenha 2.500 anos. A estupa central, é cercada por edifícios e estátuas decorados. Lá você pode encontrar pessoas orando e fazendo oferendas, e por isso é um lugar fascinante para passar o tempo observando e deixando a hora passar. Pernoite em Yangon.

◊ Maior cidade do Myanmar, antiga Birmânia, Rangum situa-se no Sul do país, na costa do mar de Andaman. Fica na foz do rio seu homônimo, a leste do delta do Irrawaddy, sendo também um importante porto. O nome da cidade provém provavelmente da palavra birmanesa yangun, que significa "fim da luta". O nó comercial da cidade é o Mercado de Bogyoke Aung San, batizado com o nome do primeiro-ministro sob o governo britânico e que foi assassinado pouco antes da independência do país. Ali se encontram à venda, ao lado de alimentos e roupas, artigos lacados, objetos de ouro e prata e rubis e jade das minas birmanesas. Próximo do Pagode de Shwe Dágon ficam os lagos reais em cujas margens se situam vivendas das elites políticas e militares do país. A cidade é o centro econômico do país, sendo pela cidade que se faz a maioria das importações e exportações, especialmente através do rio Rangum. É também uma cidade onde se efetua bastante investimento estrangeiro.

Dia 2: Yangon

Café da manhã no hotel e saída para uma visita de dia inteiro a cidade. Comece a sua caminhada multicultural no Sule Shangri-La Hotel. Explore o impressionante centro da cidade e sua vida com rua vibrantes e vários mercados, barracas e lojas. Visite os edifícios históricos e caminhe por um mercado de rua. Ao longo do caminho, você encontrará edifícios coloniais, igrejas, mesquitas (incluindo sunitas e xiitas), mosteiro budista e sala da ordem. Estes belos edifícios, refletem a mistura de religiões nesta cidade. Visita ao templo hindu de Kali e a bela igreja católica de São João com design francês e a única sinagoga em Myanmar. Continue até uma mansão colonial e o mercado coberto de 100 anos de idade, onde se pode comprar comida. Este passeio demonstra a história política e social de Myanmar. Antes de terminar o passeio, explore a Chinatown. Ao longo do caminho, você pode ter muitas oportunidades para experimentar comidas locais. Almoço em Pansuriya. À tarde, visite o mercado de Bogyoke (Scott's Market, *segundas-feiras e feriados, é fechado), onde você encontrará uma grande variedade de artesanato e lembranças. Comece sua excursão panorâmica, passando pela famosa Strand Street e visite o movimentado porto de Yangon, onde as balsas desembarcam para Pathein no delta e nas pequenas cidades ao longo do rio Ayeyarwady. Visite Pagode Botahaung, perto do rio Yangon, que se acredita conter a relíquia de Buda. Retorno ao hotel. Pernoite em Yangon.

3º DIA: BAGAN - MANDALAY

Traslado ao aeroporto para embarque com destino a Bagan. Chegada e visita ao mercado local, o Pagode Shwezigon, construído no século XI pelo rei Anawrahta como um santuário religioso, veja os afrescos do século 13 adornando os corredores de Kyansittha, o Templo Ku Byauk Gyi, com seus murais requintados dos contos de Jataka, o Templo de Htilominlo, com seus murais antigos e a vila de Taungphi, com seus antigos mosteiros. À tarde, visite o Templo de Ananda, com suas quatro imagens de Buda em pé, e o mosteiro adjacente, com seus murais bem preservados. Tire uma foto do templo de Thatbynnyuma (61 metros), datado de 1144, e continue até o Pagode Mingalazedi, um dos maiores do século 13 que representa a altura da arquitetura de Bagan. Termine a visita com o pôr do sol de um templo ao longo do rio Ayeyarwaddy. Pernoite em Bagan.

* Bagan, antigamente Pagan, foi a antiga capital de vários reinos no Myanmar. A cidade fica localizada na meseta árida do país, na margem oriental do Rio Irauádi a 145 quilômetros sudoeste da cidade de Mandalay. Empoleirado sobre um antigo templo budista, o pôr do sol que cai vermelho sobre Bagan é encantador. Centenas, milhares de estupas apontando para o céu formam com as montanhas ao longe um dos cenários mais poderosos do sudeste asiático. As estupas são construções budistas que originalmente serviam para conservar relíquias ligadas a Sidharta Gautama, o Buda. Sua arquitetura de elementos verticais espalhou-se por todo o continente, do Japão ao Nepal, da Tailândia à Índia, terra de origem do budismo. Mas em nenhum outro lugar elas dominam tanto quanto aqui, num platô semidesértico no centro do Myanmar. Existem controvérsias quanto o número de pagodes em Bagan. Os numeros variam de 2.200 a 3.300 em contraste com mais de 5.000 pagodes durante a altura do seu centro político. Após o sismo do ano de 1975, a fim de preservar os templos, apenas bicicletas e carruagens puxadas por cavalos, estão autorizados a transitar entre os pagodes.

Dia 4: Bagan

"Café da manhã e manhã livre em Bagan. À tarde, saída para uma excursão ao belo Nat Htaung Kyaung, um mosteiro famoso por suas esculturas de madeira. Foi construído em 1781 por um grupo de monges. Admire sua coleção de estátuas antigas de Buda e caixas de laca. Pernoite em Bagan."

Dia 5: Bagan / Mandalay

Café da manhã e saída para Amarapura desfrutando das paisagens ao longo do caminho. Visita a ponte U Bein, construída em 1782, mede mais de um quilômetro e é considerada a mais longa do mundo em madeira de teca. Desfrute de um passeio por Mandalay, uma das atrações imperdíveis é o Pagode Mahamuni, onde uma imagem espetacular de Buda é coberta com grossas camadas de papel dourado. Em seguida, visite o Khutodaw Pagoda que contém o maior livro do mundo, feito em 729 mesas de mármore. Siga o mosteiro de madeira de teca Shwenandaw, o único palácio real que sobreviveu aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial. Pernoite em Mandalay.

Dia 6: Mandalay / Heho / Lago Inle

Café da manhã no hotel. Traslado ao aeroporto para embarque em voo com destino a Heho. Chegada e traslado ao Vale de Nyaung Shwe na extremidade do Lago Inle. Após o almoço, passeio em barca tradicional até Indaing, localizado no extremo ocidental de Inle, para uma das viagens mais espetaculares do Lago. Passando pela agitação do povo Ywama, o maior do lago, com muitos canais e casas altas de teca sobre palafitas. Entre em um longo canal alinhado com terra cultivada com o pano de fundo das colinas de Shan. Desembarque e caminhe pela vila Indaing até chegar às ruínas do pagode Nyaung Oak do século 14 ao 17. Saída para Shwe Inn Thein Paya, um complexo zedi do século XVIIXVIII, só é endurecido pelo tempo por alguma parte recém-reconstruída. Depois, continue no barco pela vila de Yethar, admirando a vida local nas margens até chegar ao lago novamente perto de Phaung Daw Oo Paya. Pernoite em Lago Inle

Dia 7: Lago Inle

Café da manhã no hotel. De manhã cedo, aproveite o colorido mercado local da região do Lago Inle e tenha contato com as minorias étnicas Pa-O, Danu e Intha (o mercado não funciona diariamente). Saída em long-tailed boat (tradicional barco longo e estreito) pelo Lago Inle, o “sonho dos fotógrafos”! Suas aguas tranquilas com vegetação flutuante e canoas de pesca se combinam perfeitamente com o cenário das montanhas circundantes. Admire os “leg rowers”, remadores do grupo étnico Intha que utilizam a perna em volta do remo para se mover pelo lago. Visita ao Pagode Phaung Daw Oo - o local mais sagrado do Estado Shan e Mya Set Kyar, local de tecelagem artesanal de seda. Passando pelos jardins flutuantes chegamos ao Mosteiro Nga Phe Kyaung, um dos mais antigos do Lago Inle. Navegação de retorno ao hotel. Pernoite em Lago Inle.

Dia 8: Lago Inle /Heho /Yangon

Café da manhã no hotel e traslado até o aeroporto para embarque em voo com destino a Yangon. Chegada e fim dos serviços.

Inclui:

  • Hospedagens com café da manhã;
  • Traslados e visitas em veículos com ar condicionado;
  • Voos internos Yagon/Bagan - Mandalay/Heho/Yagon
  • Serviços regulares com guia em espanhol;
  • Cartão assistência.

Não inclui:

  • Parte aérea internacional;
  • Despesas de visto;
  • Despesas de caráter pessoal;
  • Extras nos hotéis (lavanderia, telefonemas, bebidas, etc...);
  • Gorjetas;
  • Maleteiros;
  • Nenhum outro item não mencionado como incluído



DestinosHotéis previstos 
YangonChatrium Hotel (Superior room)
Bagan
Tharabar Gate Hotel (Deluxe room)
Mandalay
Mandalay Hill (Superior room)
Lago Inle
Sanctum Inle Resort (Cloister delux room)


Preços por pessoa, em dólares americanos:

HotelValidade 2019/2020
DuploSingle
Hotéis categoria deluxe
01 Maio a 30 Setembro 2019
1717
2234
Hotéis categoria deluxe
01 Maio a 30 Setembro 2020
1717
2234
Hotéis categoria deluxe
01 Outubro a 30 Abril 20
1885
2570
Hotéis categoria deluxe
01 Outubro a 30 Dezembro 20
1885
2570


Observações:

  • * Cidadãos brasileiros necessitam visto de turista para ingressar no Myanmar. Maiores informações favor entrar em contato com a Embaixada da União de Myanmar em Brasília.
  • http://www.myanmarbsb.org/index.html
  • http://www.myanmarbsb.org/4.html
  • É necessário viajar para com um passaporte com prazo de validade superior a seis meses.
  • É necessário viajar com Certificado Internacional de Saúde constando a vacina contra a febre amarela antecedência mínima de 11 dias do embarque

Documentação:

  • Preços por pessoa em Dólares Americanos, a serem convertidos para reais no dia do pagamento.
  • Reservas sujeitas à disponibilidade e preços sujeitos a alteração sem aviso prévio.
  • Em todos os traslados a se realizarem nos distintos pontos do Myanmar, se contempla uma mala por passageiro + a bagagem de mão..